Interpretar mulheres e homens



Saiba interpretar quando homens e mulheres dizem uma coisa, mas querem dizer outra

Não são poucos os livros escritos por especialistas falando sobre as diferenças entre o cérebro masculino e feminino. São justamente essas diferenças no modo de agir, pensar e, principalmente, falar que causam a maior parte das discussões entre os casais. Selecionamos alguns exemplos de frases típicas ditas por homens e mulheres que, em vez de simplesmente expressarem um objetivo, não são claras o suficiente aos ouvidos alheios, e, portanto, geram confusão. Veja o que querem dizer, de fato, e por que costumam ser ditas dessa forma:

O QUE AS MULHERES QUEREM


Frase típica: "Precisa levar o lixo para baixo."

O que quer dizer: "Você tem que levar o lixo para baixo."


Razão: mulheres, provavelmente com receio de ganhar fama de mandonas, costumam ser indiretas. Em vez de simplesmente pedir o que querem, lançam mão de insinuações ou rodeios para conseguir seus objetivos. "O problema é que isso não adianta, pois qualquer verbo que indique necessidade, como ‘tem que’, ‘precisa’ ou ‘deve’ soa aos ouvidos masculinos como cobrança", diz Alexandre Bortoletto, instrutor da Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística (SBPNL). O ideal, segundo o especialista, é dizer logo o que deseja de uma maneira que indique condição –ou seja, a decisão final cabe ao homem. Exemplos: "Eu gostaria que você..." ou "Você poderia...".


Frase típica: "Qual sapato eu levo, o vermelho ou o nude?"

O que quer dizer: "Já tomei minha decisão, mas quero saber se ela bate com a sua opinião."

Razão: de acordo com os cientistas Allan e Barbara Pease, quando faz esse tipo de pergunta a mulher está, na verdade, pensando alto. No fundo, já se decidiu e não precisa de uma segunda opinião, somente quer a confirmação masculina de que fez uma boa escolha. Mas se o homem aponta o sapato vermelho, por exemplo, é provável que ela se irrite com o “fato” de ele ter odiado o nude. Se ele responder “nenhum”, corre o risco de levar uma sapatada na cabeça. O melhor a fazer é devolver a pergunta: “Qual dos dois você gostou mais, meu amor?”. E, seja qual for a resposta, sugerir que ela leve os dois.


Frase típica: "Você nunca faz o que eu peço!"

O que quer dizer: "Você se esqueceu de tirar o lixo ontem de manhã."

Razão: Alexandre Bortoletto, da SBPNL, diz que o sexo feminino é enfático e exagerado por natureza. Trata-se de uma maneira bem gentil de dizer que mulheres adoram um draminha. Assim, palavras como "nunca", "sempre", "toda vez" e "jamais" surgem com frequência no nosso vocabulário específico para lidar com o sexo oposto. Infelizmente, os homens, mais diretos e racionais, podem interpretá-las ao pé da letra e levar a cobrança a sério, dando início a uma briga daquelas. "Diante da forma mais incisiva que muitas mulheres têm de falar, muitos homens se rebelam dizendo que não aceitam ser mandados", explica Suely Buriasco.


O QUE OS HOMENS QUEREM

Frase típica: "Não é nada, está tudo bem."

O que quer dizer: "Tenho um problema, mas preciso elaborá-lo na minha cabeça antes de compartilhá-lo com você."

A razão: segundo os pesquisadores norte-americanos Allan e Barbara Pease, experts em comunicação e linguagem corporal e autores do livro “Por que os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor?” (Ed. Sextante), o sexo feminino fala duas vezes mais do que o masculino, por conta das estruturas cerebrais e do que acontecia nos primórdios –durante a caça, os homens só utilizavam sinais não-verbais e ficavam horas e horas em silêncio à espera da presa. Acostumaram-se a ser mais quietos, principalmente quando mergulhados em algum conflito interno. O problema que a mulher costuma interpretar o silêncio como algo gravíssimo ou, pior ainda, levar para o lado pessoal, achando que ele está zangado com ela. E o que faz? Puxa conversa ou tenta ocupar o parceiro com alguma coisa, enquanto ele só quer ficar no seu canto, sem ser interrompido, pois não consegue fazer duas coisas ao mesmo tempo.


Frase típica: "Só vai homem!"

O que quer dizer: "Quero passar um tempo agindo como um adolescente com meus amigos sem alguém por perto bancando a minha mãe."

A razão: de acordo com a psicanalista e terapeuta de casais Dorli Kamkhagi, de São Paulo, vivemos, muitas vezes, relacionamentos baseados no medos de não desagradar ao outro, o que acaba fazendo com que desenvolvamos uma ou muitas máscaras. "Acabamos ficando presos ao papel de bons, perfeitos, educados, sinceros e, depois, não conseguimos pagar o ônus pesado que esse papel nos obriga, ou seja, uma representação nem sempre possível", afirma. Uma frase dessas, ao excluir as mulheres da balada, nem sempre significa que o sujeito vai cair na farra com outras –primeiro pensamento que pode tomar conta da cabeça da mulher. No entanto, é muito mais fácil alegar que o programa só diz respeito ao “Clube do Bolinha” do que admitir que pretende, apenas por uma noite, beber até cair, fazer brincadeiras escatológicas, falar baixarias e olhar (e só olhar, por que não?) para as curvas alheias como se fosse descomprometido. 


Frase típica: "Eu já vou ajudá-la, só me dê uns minutinhos."

O que quer dizer: "Preciso pensar como vou resolver isso, o que pode demorar de 15 minutos a duas horas."

A razão: É uma característica masculina não resolver as coisas de ímpeto”, afirma a consultora em mediação de conflitos e mediação corporativa Suely Buriasco, de São Paulo. E a orientação de seu cérebro e o condicionamento social o impedem de demonstrar medo ou dúvida. Só que uma frase desse tipo costuma ser interpretada como uma negativa ou fim da conversa para as mulheres, e aí as brigas começam. Dica para o sexo feminino: para o seu próprio bem, deixe-o completar o raciocínio.

0 Comentário(s)
Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

• Os coments são moderados para eu responder todos.
• Comente sobre a postagem.
• Sua opinião, sugestão, dica e alerta são bem-vindos!