Casal: Dinheiro meu, seu, nosso?



Oi, minhas Lindas... Hoje vou tocar em um assunto super delicado: dinheiro do casal.


Quando somos solteiros, namorados, noivos, ganhamos nosso dinheiro e gastamos como queremos. Alguns ajudam em casa (foi o meu caso quando morava com meus pais), outros gastam apenas consigo próprio. Mas e depois que casamos? Como fica? Como deve ficar?

Não sei se sou antiquada ou moderna demais, e minha opinião pode divergir de muitas que vão ler este pequeno artigo. Pois bem, minha opinião é: Casou? Somou o amor, a responsabilidade, os corpos, tudo? Então por que não somar o dinheiro também? Aqui o que é meu é dele e vice-versa. Meu salário e o de meu marido é nosso, é junto, é um só.

Não entendo porque um casal separa as contas: eu pago isso, isso e aquilo, e você paga isso, isso e aquilo. E ainda tem aqueles casos em que um dos dois pede dinheiro emprestado para o outro porque o seu acabou e o outro ainda fica cobrando depois. Afffffff...

Eu acredito que quando dois resolvem se casar tudo deve ser compartilhado, partilhado e somado. Claro, algumas vão dizer: "Ah, mas meu marido não deixa nem eu comprar um batom, ou perfume, ou roupa, se for assim. Preciso do meu dinheiro para mim!". Certo... nada que uma boa conversa não possa resolver: se há soma de bens, pagamento de despesas, sobra algum, não? Então, pode-se pegar o que sobrou, tirar um tanto para juntar ou eventual despesa e o resto dividir real para um, real para outro. Ou mesmo, vez por outra, juntar o que é "de cada um" e gastar juntos em uma viagem, por exemplo. Depois do casamento agora serão um casal e não apenas um; são dois que representam uma só carne.

Um dos fatores principais para o divórcio é o dinheiro, e devemos preservar a nossa família, a nossa união. O dinheiro não pode nem deve ser uma maldição de brigas entre o casal, mas sim, uma bênção para ambos.

Pois bem, meu marido e eu desde os tempos de namoro, conversamos muito sobre este assunto, e combinamos que mesmo que um ganhasse mais que o outro, iríamos juntas as duas rendas, pagar as contas, deixar um livre, e o que sobrasse seria dividido. Claro que, mesmo assim, não "torramos" tudo de uma vez comprando tudo que vemos pela frente, e também mesmo cada um tendo o "seu" a gente conversa sempre com o outro antes de comprar.

Uma boa opção para o casal, além de tudo que escrevi, é terem um "minhaeiro" (kkkkkk... é a nova! Entenda-se "cofrinho") para juntarem moedas juntos.

Claro, não posso esquecer que existem casamentos e casamentos. Há casamentos em que o homem sustenta a casa sozinho, ou a mulher é quem sustenta. Mesmo assim, para tudo existe solução, basta para isso conversar e entrarem em um acordo.

O marido ou a esposa tem que lembrar que antes do casamento o cônjuge que não trabalha era "sustentado" pelos pais, então nada mais justo que separar uma "mesada" para o seu par, não? Como já citei, o casal tem que conversar sobre o assunto.

Bom, mas é essa é a minha opinião, e é um dos "segredos" para uma boa convivência com meu marido.

Aguardo os comentários... rsrsrsrsrs...
28 Comentário(s)
Comentário(s)

28 comentários:

  1. Concordo demais com você.
    Acho que o casal tem que dividir tudo, mas tb acho que o que sobrar de cada um possa ter meio que aquela privacidade com as coisas com as quais quer gastar... Entende?
    Conheço casais em que a esposa não pode nem fazer uma surpresa pro marido pq ele reclama de qualquer dinheiro que ela pegue, uor!

    Beijos
    elvesecamila.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal a sua opinião, Camila. Concordo com você. Tão bom o casal conseguir uma união assim onde os dois se entendem, né?
      Também conheço casais como do exemplo que você citou, realmente... Affffff...
      Beijos, Linda!

      Excluir
  2. Aqui em casa meus pais dividem as contas e quando um empresta dinheiro ao outro, eles cobram depois. Há vezes também em que cada um compra a sua coisa e paga sozinho. Por exemplo: meu padrasto pagou o notebook dele, minha mãe paga sozinha quase 1000 reais no carro dela e por aí vai. Eu não sei se concordo ou não com isso. Eu acho certo juntarem os dinheiros e pagarem as contas juntos, mas acho certo também cada um comprar as suas coisas. Talvez é ao meio que estou habituada. O carro da minha mãe é dela e do meu padrasto é só dele. No meu casamento eu quero que seja a mesma situação que a tua e que não haja obtenção de bens separadas, cada um compra o seu notebook ou coisa do tipo.

    Enfim, eu não sei exatamente de que lado ficar (bubu)

    Beijos <3

    garotasemcliches.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrsrs... Não discordo que cada um compre algo para si mesmo. Aqui a gente compra cada um as suas coisas com o dinheiro que cada um fica no final da "partilha" do dinheiro das despesas e do que separamos para juntar.
      O que acho interessante é não separar as contas sabe? No final um ganha e o outro perde, além de separar muito o casal. Bem é assim que eu acho. :-)
      Xerinho, Linda!

      Excluir
  3. querida e amada lu
    sim o dim dim tem que ser partilhado mas principalmente que são daqui dali como "loucas desiquilibradas" kkkkk querem ter o seu batomzinho o seu creminho o seu sapato a sua roupa mutio mais do que o homem que tm pq precisa mulher tem pq gosta
    existem muitos homens que sustentam a mulher nao entendem que eles tm q dar um pouquinho pra ela
    conheço umas que ficam mendingando pra comprar uma calcinha um batom e ate pra comprar comida e quando estas querem aquele dinheirinho para aqueles caprichos femininos eles acham que é demais
    com conversinha do tipo: pra que q vc qr comprar um blusa? ja comprou pelo natal? ou pra que q vc quer comprar um batom? vc nao ja tm 1?
    é pessimo isso
    acho bacana meu pai
    ele chega da o money todo pra mamae
    ela paga tudo compra tudo e mandar fazer tudo
    ele nao sabe por onde entra e nem por onde sai
    odeio esses homens filhos da p.... que querem mandar alem da conta da vontade de mandar eles irem para o inferno
    pensando em situações que ja vi sobre essa questao eu ja tou ate digitando com raiva
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    http://radiopires.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrsrs... Querida e Amada, Marcelle :-) amei o seu coment, viu? kkkkkk... Lá na casa dos meus pais e aqui é igual, lá meu pai sustenta a casa e dá todo o dinheiro para minha mãe, aqui maridinho dá tudo para mim. E assim todas as contas são pagas!
      Odeio homem que faz isso com mulher (tudo que você citou). Terrível!!! Por isso tem namoro... tem que se conhecer bem a pessoa e conversar muitoooooooo!!! :-D
      Beijinhos, Linda!

      Excluir
  4. Eu e o noivo já temos o dinheiro como nosso, acredita!?
    As vezes o dinheiro fica comigo, as vezes com ele e sempre que um quer comprar alguma coisa avisa o outro e tudo ok! Acho que somos o único casal de noivos que é assim. Nunca existiu meu e dele. Então quando casar acredito que continuará assim. Graças a Deus com isso acho que nunca vamos ter problema.
    E eu sou super contra casais que tem o meu e o seu. Concordo com você que quando casa existe o nosso. Mas é claro que isso é a minha opinião e pelo que eu vejo a maioria do casal é assim, cada um por si.
    Conheci seu cantinho agora e estou te seguindo, ok!? Depois passa lá no meu.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Owwwwnnn... Que linda declaração, Bárbara! Comigo foi o mesmo, desde a gente namorava e depois noivou. Contudo, a maioria dos casais que conheço dividem... Vou passar sim, viu?
      Seja bem-vinda, Linda!

      Excluir
  5. Questão de dinheiro é complicado!
    Nos finalmentes que eu e o marido juntamos tudo mesmo, mas antes sempre dividíamos!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehehehe... É uma questão muito delicada... E acho mais prático somar e dividir. Um sempre paga mais que o outro e não acho justo. Xerinho, Gabi!

      Excluir
  6. Eu tenho uma dica: É somarem a despesa da casa e cada um pagar com o percentual de sua renda referente a sua renda.
    Vamos supor, para não ser machista nem preconceituoso, pessoa "A" com salário de 10 mil e pessoa "B" com salário de 5 mil, e a despesa da casa 3 mil. A pessoa "A" paga 2 e a pessoa "B" para 1, ou seja, a pessoa "A" tem 66% da renda da casa logo paga 66% do custo da casa e o mesmo para pessoa "B" que paga 34%.
    Assim ambos contribuem e tem o seu dinheiro para fazer seus gastos pessoais.
    Compliquei? Deu para entender? kkkkkk

    Histórias, estórias e outras polêmicas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendi... mas no final depois não dá briga? Tipo: A paga sempre mais que B, e fica com menos dinheiro no fim, mesmo ganhando mais... Embora seja uma boa sugestão, os casais pensam em número de contas. Por exemplo, A paga luz, água, telefone, escola... B paga feira, carro, fatura... E por aí vai. Creio que se são UM CASAL e moram no mesmo lar, por que não juntarem logo os salários e pagarem tudo? Acho menos complicado. :-)
      Abraços, Claudio!

      Excluir
    2. Se for bem combinado não dá briga não. Pois cada um pagará conforme ganha. O A paga mais porque ganha mais. Se ele dividir as contas com B. O dinheiro de B não vai sobrar muito e este vai acabar pedindo para A.
      Bom... quem disse que viver a dois é fácil? Principalmente quando envolve dinheiro.. RSSS
      - Pô outra bolsa nova? E agora vai querer sapatos?
      - Pagar o dobro pela camisa do teu time? Não está exagerando, não?
      kkkkkkkk

      Excluir
    3. Pois é... Convivência a dois é muito complicada... Mas ainda prefiro juntar mesmo. E a maioria das meninas também pensa assim. :-)
      Abraço!

      Excluir

  7. Olá passei no teu blog e fiquei, ótimas dicas já estou seguindo
    Te convido a conhecer meu cantinho tbm, agora com domínio próprio bjs
    http://www.erikakikasouza.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Erika. Seja bem-vinda! :-)
      Xerinho, Flor!

      Excluir
  8. Super a favor de juntar tudo. Eu e meu marido não temos problemas quanto a isso, o dinheiro dele é meu e o meu é dele...enfim....nosso! Ótimo, post. Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Thatiane... Acho melhor o nosso, do que o seu e o meu. rsrsrsrsrsrs... Xero!!!

      Excluir
  9. Ótimas dicas!
    Aqui em casa é nosso, e não temos problema com isso e olha que não somos casados ainda!

    Mas acho que o ideal é ter muiito diálogo!


    Bjs

    ~ Blog: Vida de Noiva
    ~ Produtos de Casamento/Noivado/Chás: Veja Aqui
    ~ SORTEIO de um Buquê: Clique Aqui e Participe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :-)
      Desde quando éramos namorados tudo era nosso também, Bruh. Eu acho bem melhor também. Xero, Linda!

      Excluir
  10. Aí luh sou meia imatura nessa assunto (confesso), não vejo problema em dividir meu dinheiro mas tudo tem limite, sabe!?

    Eu penso assim (caso eu fosse casada, claro).
    ''Seu dinheiro vc faz o que quiser desde que pague sua parte nas contas.''
    ''Meu dinheiro eu faço o que eu quiser desde que eu pague minha parte nas contas.Claro!''

    Cada casal tem sua maneira de resolver as coisas, eu por exemplo resolveria assim (:

    beijus luh *--*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim, Jackie... Deve ser uma decisão do casal. Desde namorados é bom conversar sobre o assunto, para depois que casar estar tudo nos conformes. Mas eu acho que casal casou, juntou, deve juntar tudo! kkkkk...
      Beijinhos, Linda!

      Excluir
  11. Concordo com tudo o que disse!
    Quando eu trabalhava(não estou no momento por causa daqueles "probleminhas")eu dividia tudo,ele também é assim,meu marido é um amor,ele compra tudo que eu preciso e até maquiagens,cosméticos.Ele valoriza o que eu faço!Porque mesmo não trabalhando fora,quando ele chega a casa está limpa a comida está pronta...
    Na verdade,quem cuida das finanças sou eu,tenho uma ata onde anoto todos os gastos e lucros e quando chega o salário a gente divide tudo certinho...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ercília! :-)
      Gostei muito da ideia da "ata". Aqui eu não anoto, mas acho que depois disso vou passar a anotar. rsrsrsrs... Eu apenas somos nosso dinheiro, somo as contas, separo o dinheiro das despesas, separo o de juntar, e o que sobra é da gente dividido ao meio.
      Xero, Flor!

      Excluir
  12. Mudando de assunto,adorei o comentário que fez sobre meu video ontem,vc mencionou parceirias,tenho pesquisado,mas não sei como buscar esses parceiros...
    Vc é um amor,adoro o que me diz...
    Respodi uma tag no blog e indiquei o seu para responder também!
    Grande beijo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Owwwwwwwwnnn... Apenas tento ajudar do jeito que posso, viu? Vou dar uma olhada sobre parcerias e passo pra ti, Linda.
      Mais tarde passo no blog para a tag, tá?
      Beijossssssssss!!!

      Excluir
  13. Eu acho que as únicas contas que o casal deve compartilhar são os custos fixos (telefone, água, luz, gás) já os custos variáveis como (roupas, diversão, desejos no geral) cada um tem que arcar com o seu. Não sei se isso é um pouco egoísta da minha parte, mas é minha opinião

    Beijos,
    visite meu blog: www.lacodecetim.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro, Flávia... Por isso que falei em compartilhar as despesas e depois cada um ter um dinheirinho para gastar. :-)
      Beijos, Flor!

      Excluir

• Os coments são moderados para eu responder todos.
• Comente sobre a postagem.
• Sua opinião, sugestão, dica e alerta são bem-vindos!