Telefone Inteligente versus Pessoas Burras



Smartphone virou vício na vida das pessoas.

Aqui em casa, digo pra minha filha, que o smartphone tornou-se extensão do braço dela e percebo que isso ocorre com 99% dos adolescentes e um outro tanto de gente.

Antes de prosseguir, vamos entender o significado do smartphone: É um termo inglês que traduzido para o português tem o sentido de "telefone inteligente."

É um celular com função de computador, com tecnologia avançada e que inclui programas executados por um sistema operacional semelhante aos computadores.

Os sistemas operacionais permitem que desenvolvedores criem milhares de programas adicionais, com diversas utilidades.


Geralmente, um smartphone possui características mínimas de hardware e software, sendo as principais a capacidade de conexão com redes de dados para acesso á Internet, sincronização de dados do organizador com um computador pessoal e uma agenda de contatos que pode utilizar toda a memória disponível do celular.

Sendo assim, o portador de um smartphone pode se manter conectado com o mundo durante as 24hs do dia.

E aí é que começam os problemas...e o motivo para eu ter escrito esse post.

O que era para ser utilizado por executivos, com o passar dos tempos, foi ganhando novos horizontes e atingindo os mais diversos tipos de público (principalmente os adolescentes).

Em decorrência ao acesso fácil e rápido a Internet, devido a disponibilidade de zonas de Wi-Fi em escolas, universidades, shoppings centers, bares e demais locais públicos, a proliferação dos smartphones ocorreu em larga dimensão.

O que poderia ser usado para beneficiar os estudos - por exemplo - deu lugar a outros usos e costumes, nem tão úteis como o previsto inicialmente.



O que vemos hoje é o mau e indiscriminado uso desse aparelhinho, que pelo visto, veio pra ficar. A moda pegou e a tendência é permanecer e ganhar cada vez mais espaço na vida das pessoas.

Entretanto, o desequilíbrio social gerado por uma prática intensa dos recursos disponíveis pelo smartphone na vida dos adolescentes, acarreta um comportamento considerado pela maioria dos psicólogos, como prejudicial ao desenvolvimento saudável.

Além disso, o uso descontrolado pode comprometer a integridade e a segurança dos adolescentes.

Um click e...tudo pode desmoronar, devido a exposição excessiva e sem nenhuma cautela ou precaução.

Inclusive já existe uma nova doença catalogada e chamada de NOMOFOBIA.


Sendo assim, moderação é a palavra de ordem para evitar cometer excessos, com esse objeto que vive ao alcance de suas mãos em tempo integral...

Siga-me:


Google+: Silvana Haddad

Texto protegido pela Lei nº 9610/98 - Direitos autorais.
3 Comentário(s)
Comentário(s)

3 comentários:

  1. Silvana, falaste muito bem sobre essa tecnologia. Se bem usada, ótima, mas como em tudo na vida, requer equilíbrio, ponderação e cuidado! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Eu sou mega viciada no meu celular, mas reconheço o mal que ele faz quando usado de maneira exagerada. Ótimo post!

    ResponderExcluir
  3. Oi Sil, fiquei curiosa com o nome do blog e adorei o texto que li, parabéns!!
    Eu particularmente não converso com que divide a atenção com o celular ou o que for, que conversar, me dê a atenção que mereço.
    Mudando de assunto, mas fazendo parte do assunto do blog, veja esse vídeo https://www.youtube.com/watch?v=J2MHKz72Nl4
    bjs

    ResponderExcluir

• Os coments são moderados para eu responder todos.
• Comente sobre a postagem.
• Sua opinião, sugestão, dica e alerta são bem-vindos!