Princesas do mundo atual precisam de escola rosa?



Você sabia que no Brasil existe uma escola para princesas? Ela está localizada em Uberlândia (MG), atende meninas de 4 a 15 anos, com o objetivo de proporcionar a elas valores sociais e morais. O lugar tem paredes rosa e prepararam a menina para ser uma princesa ou uma perfeita dama. Em breve, a escola abre uma filial em São Paulo, ideia de Silvia Abravanel, filha de Silvio Santos.

O que você acha? Você colocaria sua filha, sua irmã ou você iria para esta escola? Eu acho que nesta idade, independente de ser menino ou menina, a criança deve brincar.




Você pode torcer o nariz, mas odeio as frases “senta igual mocinha”, “menina tem que aprender a cozinhar” e outras mais que aparecem pela trajetória de uma mulher.

Sou a favor de criar uma menina com liberdade para correr, saltar, jogar bola, sujar as unhas de terra e consciente da necessidade de se tornar uma garota dona do seu próprio nariz e capaz de escolher se quer ter uma carreira ou ser mãe e do lar.

Enfim, se você é mãe pense bem o que você quer para o futuro de sua filha, porque as princesas atuais mostram que são gente como a gente.


Princesas da vida real



Kate Midleton, esposa do príncipe William e futura rainha da Inglaterra, é uma mulher do nosso tempo. Ela já foi flagrada fazendo compras no supermercado e levando o carrinho para o lugar certo. Ela também não se importou em mostrar as raízes dos cabelos brancos. Já repetiu vestidos em festas e esta semana fez um voo comercial, mesmo tendo a sua disposição como princesa um jato particular.




Charlene, a princesa de Mônaco, era nadadora e conheceu o príncipe Albert durante uma competição. Desde que casou, ela participa de eventos de caridade e esportivos e mantém uma fundação de caridade.




Letizia Ortiz é a rainha da Espanha. Filha de pais divorciados ela se formou em jornalismo. Trabalhou em jornal e televisão. Antes de se casar com o príncipe Filipe de Bourbon ela foi mulher de Alonso Guerrero, um professor de literatura.




A princesa da Nigéria, Keisha Omilana, é designer de moda, atriz  e modelo. Ela é norte-americana se formou na universidade de Chicago e se casou com o príncipe Kunle Omilana, dono de uma TV no país.

Estas são algumas das princesas que desfilam pelo mundo dos poderosos. Será que para ser princesa é necessário frequentar escola? O que você acha? Reflita sobre o assunto. O futuro está em suas mãos.

Paz e beijos...
1 Comentário(s)
Comentário(s)

Um comentário:

  1. Sim, eu colocaria filhas, irmãs, primas e até iria para um escola dessas. Não há nada de mal em aprender o que nessa escola é ensinado, pelo contrário, fará dessas meninas mulheres independentes. Comecei ajudar nos afazeres de casa aos 8 anos, e eu estudava, brincava (até demais), e isso não me prejudicou em nada, sou grata aos meus pais pelos valores que eles me passaram. Esse assunto da escola está dando maior conversa, mas não há nada de mais, se as mulheres são livres para ser o que quiserem, que mal há em querer ser princesa? As mesmas pessoas que são contra, são as que dizem que uma criança de 7,8 ou 9 anos já pode decidir sua sexualidade!

    ResponderExcluir

• Os coments são moderados para eu responder todos.
• Comente sobre a postagem.
• Sua opinião, sugestão, dica e alerta são bem-vindos!