Medo de ficar Solteira


Oi, Gente...

Depois de um tempo, sejam alguns meses ou anos, solteira de novo... Isso já me aconteceu... Fui noiva muitos anos antes de casar (casei em 2011 com meu Lindo Maridinho que Amo rsrsrsrs...), em um relacionamento que durou 5 anos, entre namoro e noivado. Fui eu quem acabou, mas demorou muito tempo para eu tomar esta resolução. O motivo? Medo de ficar sozinha... Isso mesmo, MEDO. Um medo idiota!

Tinha entrado para a universidade para cursar Letras e tinha um amigo de tempos. Nos apaixonamos, namoramos e noivamos. Tudo normal, né? Mas o tempo foi passando e comecei a ver a relação com outros olhos. Entramos em uma rotina de ver filmes e nos entupir de brigadeiro na casa dele, todos os fins de semana. Em 5 anos de relacionamento, nunca fomos à uma praia, nem piscina, nem festas (como assim??? kkkkk...), nem cinema, enfim, tudo rondava entre a casa dele e pouquíssimos encontros na minha casa. Nos víamos todos os dias, pois íamos juntos para a universidade. E eu virei o "homem" da relação, tudo era eu quem decidia.

Tudo isso desgastou a relação sob meu prisma. Ele era fiel, carinhoso, atencioso, me amava... mas isso não me bastava (nem bastou). Mas eu tinha medo de ficar solteira...

Eu já contava com 26 anos (em outubro faria 27) e se acabasse "com certeza" iria ficar para titia. Pensando mais que torto! Afffff... Mas eu pensava assim: "Ele me ama, é super correto... O que há de errado comigo??? Não, não... Definitivamente estou errada!".

Assim, fui arrastando meu relacionamento de 1998 à 2003. Contudo, virava e mexia, meus pensamentos insistiam em ir para a contramão.

Muitas meninas, acho, que passam por isso, um medo, uma aflição de se sentirem só... E eu me sentia muito assim.

Aí vocês devem se perguntar: "Mas o que te fez decidir terminar?". Foi pensar minha vida daqui à alguns anos com ele e também uma amiga que conheci no meu emprego novo.

Eu comecei a refletir:

1 - Eu gosto dele, ele gosta de mim... mas eu vou aguentar "de casa para o trabalho, do trabalho para casa"? Repito que em 5 anos nunca nos divertimos em lugar algum, nem com os amigos.

2 - Só eu decido as coisas. Ótimo para mim, mas e ele não tem vontade própria?

3 - Eu econômica (juntei pouco em 5 anos, a meu ver, apenas 5 mil, que "torrei" todo em  2007 em minha cirurgia para me livrar dos óculos; miopia altíssima!), e ele super gastador. Como comprar nossas coisinhas se somos noivos e vamos casar?

4 - Ele insistia em casar e ir morar com a mãe. Affff... Nada contra ela, mas quem casa quer casa! E eu desejava a minha!

etc. etc. etc... Estes foram alguns dos motivos, existiam muitos outros, mas acho que os exemplos já bastam.

Por fim, o que me fez decidir a tomar coragem: conheci uma amiga em 2003 que havia acabado um relacionamento às vésperas de casar. O motivo dela não cabe aqui, mas se ela teve esta coragem, por que eu também não deveria ter?

Então, conversei, expus tudo que me afligia, ele disse que mudaria. Mas esta não foi a primeira vez que havíamos conversado sobre o assunto... Preferi mesmo acabar e não me arrependi.
Tenho que confessar que os primeiros dias solteira foram ruins. A dependência era muita e senti um pouco de falta. Mas com o passar dos dias e meses, tudo foi melhorando.

Hoje ele é casado, pai e creio que feliz. Não temos contato. E eu sou muitoooooo feliz!!! :-)

Assim, para as meninas que temem o fim de um relacionamento, não tenham. Tudo fica bem no fim, basta dar tempo ao tempo.

Passei 2 anos sem namorar, só depois me senti segura de novo para engatar outro namoro (desastroso, a propósito, mas fica o relato, talvez, para outro post futuro).

O quero dizer com este "livro" que escrevi (rsrsrsrs...) é: não tenham medo de ficar solteiras. Independente da idade, é melhor ser feliz sozinha que ser infeliz acompanhada.

Espero que tenham gostado do mega-ultra-hiper post, Meninas! hehehehe...


12 Comentário(s)
Comentário(s)

12 comentários:

  1. Muito bom o seu texto, Lu. Isso acontece muito, eu mesma vejo alguns relacionamentos que são assim. A mulher não termina por ter uma certa idade e tem medo da solidão. Mas antes de tudo devemos nos amar, com isso a gente consegue levar uma vida de solteira bem tranquila. Até porque, acredito que o que é pra ser nosso não tem jeito, vai ser. Então o importante é viver a vida, mas acima de tudo sendo feliz. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Thatiane! Tenho uma amiga, um pouco mais velha que eu, que se encontra nesta situação. Ela tem namorado e não deixa por ter medo de ficar só. Infelizmente muitas pensam assim. Concordo com você: o importante é nos amarmos e o que que tiver que ser, será.
      Beijinhos, Linda!

      Excluir
  2. Muito bom o texto! Me identifiquei um pouco com a sua história (não com meu namorado atual é claro) mas quando a gente é nova e quando a gente gosta de alguém e as coisas vão começando a perder a graça... a gente acaba com esse receio de terminar e como você falou "ficar pra titia" , mas sempre tem alguém que acaba se apaixonando de verdade pela gente não é mesmo? :D

    http://princesaoavesso.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Iza... Não devemos ter medo. Fui uma boba e me arrependo muito de ter demorado tanto para "acordar".
      Beijinhos!

      Excluir
  3. Esse é o medo de quase todas as mulheres sentem de ficar solteira, mas é melhor ficar solteira e ser feliz, do que ficar casada infeliz, conheço muitas amigas que se casaram e estão sofrendo em casa, não quero isso pra mim. Deusa bom texto amiga, beijos.
    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com
    http://www.lucimarvirtual.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Lucimar. Este era meu pensamento antes de casar. Em primeiro lugar sempre tem que vir o "eu". Temos que ser felizes com nós mesmas sempre! Xerinho, Flor!

      Excluir
  4. Arrasou, como sempre, amoreee <3 . Eu, por enquanto, não tenho medo de ficar solteira, afinal, só tenho 12 (quase 13) anos :)) .
    Flor, não aconteceu nada comigo, obrigada pela preocupação! É que meu primo passou o dia aqui em casa, e daí a gente ficou brincando, hehehe...

    Beijinhos cheios de gloss,
    Giulia Walt.
    http://modinhagirl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem, Giulia, eu fiquei preocupada! rsrsrsrs...
      Quanto ao post... Você é muitoooo novinha mesmo! E mesmo quando for mais velha não tem que se preocupar... O importante é ser feliz! Xerinho, Linda!

      Excluir
  5. Oii Deusa, eu gostei muito do seu depoimento, porque vivi uma história muitissimo parecida, mas eu acabei casando e tive minha filha mais velha, tbém namoramos 5 anos, e eu já casei querendo separar kkk, ele tbém não gostava de nada, só íamos ao cinema, graças a Deus eu era muito nova, e com 22 anos depois de um ano e meio de casamento eu me separei, e voltei p casa dos meus pais, ai fui fazer faculdade e viver, mesmo com a Andressa pequena, graças a Deus o mundo dá voltas e hj estou aki contando essa história p vc, casada pela segunda vez, e muitoooo feliz, com 14 anos de casada com meu maridão que é 7 anos mais novo do que eu e com quem tenho a segunda filha, Manoella que está com 12 anos! nossa falei demais, desculpe rsrs Bjoooosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkk... Nada, Kellen! Amei saber mais de ti, Linda! Fico muito feliz em ver a sua felicidade. Não devemos nunca desistir de sermos felizes, casadas ou solteiras não importa. E uma coincidência... meu Maridinho também é mais novo que eu, só que 12 anos!!! :-)
      Beijinhos, Linda, e comente sempre que quiser!

      Excluir
  6. ahahhaa adorei
    muitas meninas aceitam o bom antes de olharem que pode existir algo melhor
    eu aceitava e aceitava uma pessoa nem sei pq
    eu era nova aff
    e achava que aquele sentimento era unico ate eu tentar mudar miha vida igual vc
    acho que se eu tivesse continuado
    teria sei la ficado gravida
    nao estava quase noiva e
    nao tinha conhecido o amor da minha vida
    as pessoas acham que so existe um amor na vida inteira
    eu aredito que nao
    tm que ter algo que te ensine
    pra pessoa que vc vai passar a vida inteira
    e eu agradeço que um dia eu tomei a minha decisão e deixei quem nao me fazia simplismente feliz pra tras
    o que aconteceu?
    eu amo o amor que eu conheci que nao é perfeito mas me completa
    e ele vive esperando encontrar alguem que o espere que nem eu
    enfim faalar disso é compplicado e eu acho que me perdi
    entao vou me adcabando
    sauhsauhsuahsuahsuas por aki

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehehehe... Ótimo o seu relato, Marcelle! Dá para perceber que a gente se parece muito, pois eu também penso igual a ti.
      Já tenho 35 anos e vivi muito amores... A gente aprende muito com a vida.
      Fica com Deus, minha Linda! Beijos!

      Excluir

• Os coments são moderados para eu responder todos.
• Comente sobre a postagem.
• Sua opinião, sugestão, dica e alerta são bem-vindos!